« O ano que já foi tarde e atrasado | Main | Não sei como seria a vida sem elas »

02-02-2009

Comments

Pedro
Não falta uma estrofe no fim? Que melhor que isto tudo. É ouvir, na ramagem Aquele ar certo e mudo Que estremece a folhagem. Cumprimentos.

The comments to this entry are closed.